Do lar ao ritmo da Furacão

Tânia Moreira – São Paulo, 22 de Maio de 2020.


Fonte: Internet

Estar diante de múltiplas tarefas e responsabilidades é somente para mulheres porretas e grandiosas por natureza e hoje vamos falar dela Laís Silva de Araújo (31) anos moradora do bairro de Japuíba – Município de Cachoeira de Macacu ela esbanja representatividade de uma guerreira Dona do Lar, mãe da Lorrany Vitória e esposa de Rai Pereira essa grande sambista é apaixonada por dois “Pavilhões”, seu instrumento preferido reproduz as batidas do coração, enfim ela desfila na maior engrenagem dentro de uma agremiação na “BATERIA FURACÃO VERMELHO E BRANCO”, atual campeã do carnaval de 2020, confira mais detalhes no Batucada Feminina.

Qual é a sua escola de samba do coração e por que a escolheu?

Eu amo o Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Viradouro foi lá que eu tive a oportunidade de realizar meu sonho de adolescente “Desfilar na Sapucaí”. Foi amor à primeira vista um dia inesquecível quadra cheia dia de eliminatória de samba enredo um sonho real. Passou-me pela cabeça uma lembrança maravilhosa foi mais ou menos assim; o Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor veio até o meu Município batizar a Escola de Samba Unidos do Japuíba momento incrível e emocionante ver uma escola de samba de perto (ao vivo) foi desse dia em diante que eu e meu pai Waldenir de Araujo passamos a torcer para “Azul e Branco”, de Nilópolis depois desse episódio o meu coração passou a ter dois “Pavilhões”, azul e branco e vermelho e branco. (risos)

Quais os instrumentos que você sabe tocar e qual o seu preferido?

O instrumento que costumo dizer que sei tocar é “Surdo de Primeira”, mais me arrisco na caixa, surdo de terceira estou em processo de aprendizado com um novo instrumento o “tamborim”.

 Quais foram às pessoas responsáveis pelo seu ingresso na bateria?

O grande responsável pelo meu ingresso na bateria foi o “Mestre Ciça”, ele quem me deu a oportunidade de ensaiar e desfilar com Furação Vermelho e Branco mais gostaria de citar o meu esposo  “RAI”, um dos meus maiores incentivadores sempre estamos juntos nos blocos tínhamos o sonho de desfilar com a Unidos do Viradouro na Marquês de Sapucaí, por vários motivos mais somos gratos por conseguimos realizar esse sonho. Mais em relação a minha vida no samba não posso deixar de citar pessoas especiais como os MESTRES que me ensinaram tudo que sei até hoje por que foi através deles que consegui chegar preparada para aprender mais e mais na Viradouro; Mestre CACALO – Bloco Timbalooka, Mestre PINHA – Bloco Presidiário e Mestre MAU MAU  – Bloco BECO DO GAMBOA, grandes amigos a quem devo muito pelo incentivo e aprendizado.

O que significa tocar surdo em sua vida?

Tocar surdo é mágico quando estou no meio da bateria esqueço-me de tudo e só quero viver aquele momento. É uma grande responsabilidade e diversão ao mesmo tempo. O samba me completa!

Quando foi o seu primeiro desfile tocando surdo e qual foi a escola?

O meu primeiro desfile foi com a Unidos do Viradouro no ano de 2019.

A mulher perde a feminilidade ao toar surdo em uma bateria de escola de samba?

Em minha opinião a mulher consegue dar um toque feminino em qualquer instrumento que ela tocar e no surdo não é diferente mostramos habilidade sem perder a feminilidade.

Você se vê como representatividade por tocar surdo em uma bateria?

É muito bom fazer parte de uma minoria que a cada dia vem crescendo. Representar as mulheres no naipe de surdo de uma escola sempre requer muita responsabilidade. E quer saber? Eu amo essa adrenalina que a cada ensaio e apresentação só aumenta diante do desfile. É muito legal simbolizar as mulheres nesse universo que antigamente era dominado por homens.

Tocar surdo é questão de habilidade ou forca?

Eu diria que é questão de jeito. É primordial você ter ritmo com habilidade e saber usar a força.

Em sua opinião o que é tocar surdo na Bateria Furacão Vermelho?

TOCAR SURDO É MARAVILHOSO na FvB a “MULHER”,  tem um espaço muito legal na Unidos da Viradouro,o Mestre Ciça nos deixa bem a vontade para tocar o naipe que a pessoa for capaz independente de sexo, é sensacional!

Em sua opinião a bateria é um dos principais quesitos para ganhar o carnaval? Por quê?

Sim, a bateria tem a responsabilidade em dar o ritmo aos outros segmentos da escola isso nos faz importante como todos os outros setores mais fazer parte de um dos quesitos que define o titulo de uma escola é algo difícil de explicar.

Por que a bateria se chama Furacão Vermelho? E o que significa em sua opinião ser campeã do carnaval 2020?

Não sou capaz de afirmar, pois estou há 2 anos e meio na escola mas o que eu soube através de alguns amigos é que esse nome foi dado a bateria por um antigo Mestre que após uma votação entre os ritmistas que acabaram por definir por este nome “Furacão”, e complementando; o vermelho e branco simbolizam as cores da escola.

Contatos com a Colunista:
E-mail: taniamoreira@revistacavaco.com.br