Samantha Santos – Simplesmente Favela

Renata Romano – São Paulo, 25 de Maio de 2020.


Fonte: innternet

No auge dos seus 60 anos de idade, no qual ela tem muito orgulho da sua  história, dos seus obstáculos e vitorias, Samantha diz que é uma Mulher realizada por contribuir e fazer parte da história do samba.

Defendendo os sambas enredos das escolas de samba paulista, a cantora teve a oportunidade de viajar para vários países do exterior tais como: Marrocos, Portugal, Inglaterra, Japão, Chile, e em sua última viagem mais recente foi para a Angola, sempre levando na sua bagagem o nosso Samba.

A Cantora Samantha Santos, já ganhou o título de Primeira Dama do Samba, gravou seu primeiro DVD em 2012 na Favela Da Paz no Jd. Nakamura no qual se orgulha muito desse momento em sua vida, até porque seu DVD foi produzido justamente pelo Instituto Favela da Paz, juntamente com seus músicos e seus compositores. Na produção geral do DVD, no qual ela enfatiza a sua eterna gratidão por todos envolvidos nessa grande produção.

Vou dizer para vocês meus leitores, que voz maravilhosa da cantora Samantha Santos, eu pude ouvir e aplaudir ela interpretando ao vivo e exclusivo pra mim o samba Insensato Destino gravado por Almir Guineto no qual eu não pude conter a emoção de ter esse privilégio maravilhoso.

Samantha Santos já participou do Programa do Ratinho, onde teve uma boa experiência na sua vida, interpretando uma das mais lindas canções do cantor e compositor Djavan, Flor de Liz na qual concedeu a ela o prêmio do programa.

Nesse momento Samantha Santos está se preparando para sua primeira Live que acontece dia 06 de junho de 2020, ela se diz animada e muito ansiosa por esse momento.

Agora pra vocês algumas curiosidades da nossa entrevistada:

Quais suas maiores conquistas musicais?

A música me proporcionou esse momento maravilhoso de conhecer você Renata, estou muito feliz em participar da sua coluna O Samba é Delas, porque reconhece o nosso trabalho e nos valoriza cada vez mais, todas nós mulheres sambistas precisávamos de uma pessoa como você, para que possamos nos sentir representada, sabendo que tem alguém do nosso lado.
E eu Renata Romano,fico muito lisonjeada de ouvir essas palavras de você, se depender de mim vou representa-las com muita honra e louvor.

O que a favela representa na sua vida?

Eu não gosto quando chamam a favela de comunidade,  porque não é. Eu sou defensora das pessoas que necessitam, eu faço trabalho sociais, por que sei que tem muitas pessoas boas, honestas e trabalhadoras lá e que dão duro para colocar o pão de cada dia em suas casas. Eu sou do povo, jamais reneguei minhas raízes, já passei por muitas dificuldades em minha vida que é de cortar o coração e jamais desanimei em realizar meus sonhos e ajudar de verdade a quem precisa.

Na sua opinião, a música salva ás pessoas ?

Eu sou uma prova viva de que salva sim, á partir do momento que você deseja essa salvação. No momento mais delicado da minha vida, onde eu tive problemas de saúde, senti na alma, no coração e na minha vida que a música me ajudaria a ser forte e conseguir vencer tudo que estava passando naquele momento. Lógico que com fé na vida e a música no coração eu realmente me superei e renasci novamente. Eu só tenho a agradecer pela música.

Qual á mensagem que você deixa para as mulheres sambistas?

É  necessário ter muita humildade, ter ética de sambista, ter seu pés nos chão e sempre dar prioridade no samba paulista. Eu amo cantar musicas de São Paulo, mas também tenho minhas preferências, como o Cantor e Compositor Silvio Modesto que canta Elo das raças (e ela cantou para mim, que voz meus amigos) é um cantor que era do Rio De Janeiro veio para São Paulo e aqui mantém suas músicas lindas e maravilhosas. Isso é maravilhoso, ter o dom de cantar e sempre elevar a bandeira do samba e sempre a bandeira das mulheres.

Muito obrigada a cantora Samantha Santos por participar da Coluna “O Samba é Delas”

Sucesso na sua carreira.
Beijos á todos e até a próxima!

 

Contatos com a Colunista:
E-mail: renataromano@revistacavaco.com.br