Bruno Revelação

Drico Mariano – São Paulo, 26 de Agosto de 2020.


Fonte: Internet

Nascido no Estado do Rio Grande do Sul, e muito cedo com os seus 02 anos de idade mudou-se da Capital de Porto Alegre, para o Estado do Rio de Janeiro.

Destarte, sua família instalou-se na Ilha do Governador, é uma Ilha localizada no lado direito do interior da Baía de Guanabara.

Não é oriundo de família de músicos ou sambistas, mas a sua mãe, a Dna. Sueli, não resistiu aos encantos das melodias, letras e acordes da ESCOLA DE SAMBA UNIÃO DA ILHA DO GOVERNADOR e assim passou a fazer parte da escola com a função de passista, dessa gloriosa agremiação, por um decurso de uns 10 anos ou mais.

E este gaúcho, sempre ia assistir aos ensaios e desfiles das escolas, e não demorou muito para nascer a vontade de seguir os passos de sua mãe e cair no samba.

Enveredou-se então na escolinha de bateria da Ilha do Governador, em meados de 1996 e 1997, aos 14 anos de idade, efetivamente foram os primeiros passos firme em direção ao samba.

Chegando a desfilar nos anos de 1998 e 1999 , na bateria da respectiva agremiação, tocando caixa e marcação.

E daí em diante teriam muitas coisas pra acontecer em sua trajetória musical e cultural.

Agora era integrante da bateria da Ilha, mas recebeu o convite de um compositor de nome Reginaldo, para que defende-se pela primeira vez em sua vida, a disputa de um samba de enredo, na própria União da ilha. E o tema do enredo de 1999 era, “Bardosa Lima, 102 anos do sobrinho do Brasil“. NO Cd o interprete foi “Rixxa.” Interpretes oficiais na avenida: Maurício 100 e Roger Linhares. Compositores: Bicudo, Djalma Falcão, Ditto e Jotta Erre.

Desta forma, abriram as portas para o mundo da música.

Então foi para Escola de samba Boi da Ilha do Governador pra bateria, ainda em 1999.

No ano de 2000, Bruno foi convidado a disputar eliminatória de samba de enredo, defendendo um samba do compositor “Gugu das Candongas“, na Escola de Samba Acadêmicos do Dendê. e o samba de Gugu, foi o vencedor, a escola estava no grupo C.

E nesta mesma esteira o garoto vindo da capital de  Porto Alegre, teve outro convite na mesma agremiação, feito por Ubiraci de Oliveira o popular “Macalé”  Presidente  da escola, e Bruno faz questão de frisar a sua gratidão a ele, pois Macalé foi muito importante em sua projeção como interprete.

Ainda no ano de 2000 outro amigo de Bruno de nome “Valdo Rosa“, diretor de harmonia, o apelidou de “Bruno Revelação“, e assim passou a cantar por muitos e muitos anos no time de canto da ala musical da agremiação Acadêmicos do Dendê.

Em 2007, o então agora intitulado “Bruno Revelação“, teve a felicidade de ser um dos compositores vencedor em uma disputa de samba de enredo, em parceria com os compositores: Aluisio Vilas, Cadinho da Ilha e Gilberto Lua.

Dessa forma se consagrando como um dos maiores ganhadores de samba de enredo na Acadêmicos do Dendê, com 07 sambas de enredo.

Agora vamos falar como aconteceu o início da amizade com um dos maiores interpretes e ganhador de estandartes de ouro, da Escoa de Samba União da Ilha do Governador “Ito Melodia“, filho de outro consagrado interprette da mesma agremiação, “Aroldo Melodia“.

Bruno e Melodia, se conheceram em 1999, foi quando Revelação estava em uma roda de amigos e compositores, sendo eles, Gugu da Candongas, Jeferson Martins e Pardal, os mesmos estavam em processo de composição para a Escola de Samba Unidos da Ponte, e Ito, estava nesse encontro a convite de Gugu das Candongas, e também pra escrever o samba e tiveram a felicidade de ver o  referido samba ser o campeão do pleito e acabaram ganhando o estandarte de ouro.

Começou um elo de amizade muito grande, entre Bruno Revelação e Ito Melodia, onde este, com o passar do tempo e reconhecendo o talento no então, compositor, cantor e interprete Bruno Revelação, foi apadrinhado por Ito Melodia.

Revelação, também teve o seu caminho trilhado pelas bandas do carnaval de São Paulo.

Ito, convidou Bruno para cantar com  o mesmo, por um decurso de três anos na Escola de Samba Combinados de Sapopemba, e também na Escola de Samba Baixada do Morro.

Na Cidade de Guarulhos, atuou como interprete oficial, na Escola de Samba Unidos de São João, sendo o interprete oficial no ano de 2013.

Com o enredo:” Dançar para não chorar….E o negro reinventou a dança através da dor

Compositor: Djalma Falcão

Interprete oficial: Bruno Revelação

Mestre de bateria: Xandão

Diretor de carnaval: Drico Mariano

Carnavalesco: Horácio Rabaca ( in memoriam )

Diretor de harmonia: Douglas Oliveira

Presidente: José Artelino Silva.

Uma relação de escolas de samba no qual Revelação, já deixou um tostão de sua voz e também desfilou na bateria:

Escola de Samba União da Ilha do Governador / RJ.

Escola de Samba Unidos do Jardim São João – Guarulhos / SP. Interprete oficial

Escola de Samba Caprichosos de Pilares / RJ.

Escola de Samba Tradição / RJ.

Escola de Samba Renascer de Jacarépagua / RJ.

Escola de Samba combinados de Sapopemba / SP.

Escola de Samba Embaixada do Morro – Mogi das Cruzes / SP.

Escola de Samba Acadêmicos do Dendê / RJ. Interprete oficial

Escola de Samba Unidos da Vila Santa Tersa / RJ. Interprete oficial

Escola de Samba Rosas de Ouro ( carnaval de Vitória) – Interprete oficial

Hoje é membro do carro de som da Escola de samba Acadêmicos  de Vigário Geral.

Contatos com o Colunista:
E-mail: dricomariano@revistacavaco.com.br