Bom Cabelo

Andrea Santos – São Paulo, 12 de Agosto de 2020.


Fonte: Acervo Próprio

Considerado um dos melhores sambistas da velha guarda de São Paulo. José Nemório dos Santos nasceu no dia 07/09/1934 em São Paulo. Conhecido na noite paulistana como “Bom Cabelo“.  Hoje com 85 anos e 72 anos de carreira vive com sua família em São Paulo com ótima saúde e uma memória invejável.

Começou a compor aos 14 anos e aos 17 anos começou a frequentar a Boate Oásis e em uma noite foi expulso pelo Juizado de Menores que na época não brincava em serviço. Não adiantou se esconder no banheiro. E já com sua frequência na Boate arrumou seu primeiro emprego que não durou muito tempo pelo episódio ocorrido. Mas assim iniciava sua arte no samba como “Jony Santos” e deu para mostrar seu talento com pandeiro e jogar seus sambas mais conhecidos da época.

Mas na mesma boate bem frequentada por Henricão e Popó considerados os papas do samba e autores de samba como “Couro de Gato” e “Casinha de Marambaia” entre tantas outras. E no meio de gente desse porte o nosso menino não podia ser melhor encaminhado.

Pois então, Jony Santos muda seu nome para “Bom Cabelo” e teve suas músicas gravadas por Jamelão que gravou “Escada da Vida”, Dora Lopes gravou “Se Eu Morrer Amanhã“, “Está tudo Certo” e “Tomando mais uma”, Originais do Samba com a participação de especial de Baden PowellAmor nascerá depois” com parceria com Almir Guineto. O cantor Carlos Gonzaga gravou “Pode Sorrir”, o Cantor Renato TeixeiraTanto amor que eu tenho”, cantor Noite Ilustrada gravou a música ”Compreensão” e outros.

Compositor de maravilhosos Sambas Enredos se tornou tradição.

Compondo para as escolas de samba como: Flôr de Vila Dalila, Flôr da Penha, Nenê de Vila Matilde, Cabeções de Vila Prudente, Imperador do Ipiranga, Camisa Verde e Branco e outras agremiações.

Sambas Enredos como O Rei Negro Dormiu  na Escola Nenê de Vila Matilde e Amor Sublime Amor Escola Camisa Verde e Branco.

O Samba enredo “Amor Sublime Amor” foi tema do Filme “O Presídio”.

Nosso grande Mestre e Baluarte do samba de São Paulo ganhou vários festivais de samba no Anhembi e na Escola Mocidade Alegre.

Lançou a primeira cantora e puxadora de Escolas Samba no Brasil “Silvia” na Escola de samba Cabeções da Vila Prudente.

Muito querido nas Escolas de Sambas e sempre bem recebido nas agremiações.

Participou de vários programas e rádios em SP e RJ como Perdidos na Noite com Fausto Silva (Record) e programas de rádio como O Samba Pede Passagem com Apresentador Moisés da Rocha. Tendo um acervo rico da sua carreira e trajetória no samba será homenageado com Documentário que será lançado em breve.

Bom Cabelo deixa para nós paulistanos e amantes do samba uma história de carreira belíssima e muito sacrificada.

Bom Cabelo grandioso mestre do Samba praticamente se imortalizou no Camisa Verde Branco, pelo fato de quebrar a hegemonia do compositor Edeval que por oito anos consecutivos, ganhou os concursos de samba da escola, convém destacar ainda, que Bom Cabelo estava como estreante na Ala dos Compositores.

Hoje aos 85 anos relembra suas vitórias e deixado um grande legado para o samba.

Parabéns Bom Cabelo pela carreira sensacional.

Andrea Santos e Colunista Especial de Matéria da Revista Cavaco
Contatos com a Colunista:
andreasantos@revistacavaco.com.br
11 94786-7613